Em 7 tópicos vou te ajudar a desenvolver a habilidade de começar um negócio de moda com pouco dinheiro!

Aqui você vai aprender a:
  1. Definir seu cliente ideal;
  2. Encontrar os melhores fornecedores;
  3. Comprar certo;
  4. Estratégia de venda que funciona;
  5. Definir preço (precificação);
  6. Cobrar por cartão (sem maquininha);
  7. Definir metas e objetivos.
Esses conhecimentos vão ajudar você a determinar:
  • O seu salário;
  • O seu estilo de vida;
  • O futuro da sua família.

 Então leia o texto até o final!

Amigo, Amiga, ao ler o título algo lhe fez clicar para entender melhor como isso pode funcionar. Talvez a ideia tenha lhe parecido inalcançável, não é mesmo?

Ahhh, mas deixo logo claro que este é um conteúdo para o profissional que quer ganhar dinheiro vendendo roupas e/ou calçados. Alguém que procura soluções, alternativas e não se contenta em ser refém da situação. Quem não liga para crescimento, produtividade, melhoria de vida e desenvolvimento de sua empresa, nem continue essa matéria. Esse material é para quem tem vontade de vencer!! Tá?

Eu sei que existem outras mil maneiras de você iniciar um negócio com R$500,00 reais. Mas aqui, vou te mostrar uma maneira mais SIMPLES, PRÁTICA, ACESSÍVEL E LUCRATIVA. Só vai depender do seu esforço o alcance dos resultados desejados!

Mas não se iluda: Sem um planejamento em torno do seu negócio, você corre o risco de fracassar na busca de seus objetivos. Para você entender exatamente o que estou falando, precisamos explorar quais as 7 DICAS para começar um negócio de moda com R$ 500,00, necessárias para obter sucesso nas suas vendas.

Ahh, mas eu não tenho R$500,00 para investir!

Ok. Não ter é uma coisa e não querer criar meios para conseguir é outra. Em qual categoria você está? Assuma a responsabilidade de deixar passar as oportunidades na sua vida, sem Mi mi mi.

Então te digo, como tantos outros empreendedores que eu já ajudei, se você seguir essas 7 dicas que eu preparei, conseguirá construir seu negócio com apenas R$ 500,00, mais rápido do que você imagina.

1 – Defina seu cliente ideal

Não queira abraçar o mundo! Ao iniciar um negócio de moda, principalmente com pouco capital para investimento, é essencial definir o público que se quer atuar. Ou seja, escolher qual cliente você quer atingir.

Definir o seu público-alvo será o primeiro passo, com ele bem claro na sua mente, você vai direcionar suas compras e estratégias de vendas, minimizando os erros.

 Dica: Para você vender bem você deve comprar bem (acertar nos produtos) e para isso você deve conhecer seu público.

Para definir seu público inicial responda em um papel essas 3 perguntas:

2 – Encontre os fornecedores

Com o público definido agora você pode filtrar os fornecedores por categoria e preço dos produtos que você deseja comprar. Temos aqui uma lista de fornecedores dos principais polos de confecção e calçadista do Brasil, basta escolher as marcas e entrar em contato diretamente com a fábrica pelo WhatsApp e solicitar o catálogo de produtos com preço de atacado.

Escolha a categoria: Moda Jeans Atacado | Roupas Masculinas Atacado | Roupas Femininas Atacado | Surfwear | Plus Size | Infantil | Moda Praia | Fitness | Evangélica | Moda Íntima | Calçados

fina-paixão-moda-feminina-atacado-ceara

Fina Paixão

yadah-moda-feminina-atacado-ceara

Yadah Modas

viva-palhano-moda-feminina-atacado-ceara

Viva Palhano

Via Corpus

Ver todas as marcas

Procedimento para comprar roupas e calçados em atacado:

  1. Escolha as fábricas;
  2. Entre em contato com o fabricante pelo WhatsApp;
  3. Solicite catálogo com preço de atacado;
  4. Escolha os produtos;
  5. Combine o pagamento e entrega;
  6. Receba os produtos no seu endereço.

3 – Coloque o preço certo

Para o seu negócio de moda, a margem média apropriada de se colocar para obter o preço de venda seria de 2 a 2,5 vezes o valor do Preço de Compra, ou seja de 100% a 150%. Mas quando se trabalha com produtos de maior valor agregado consegue-se colocar uma margem ainda maior.

Exemplo:

Compre por R$ 20,00 e venda entre R$ 40,00 e R$ 50,00.

Dica: Para deixar o preço mais atrativos, ao invés de vender por R$ 40,00 venda por R$ 39,90.

As margens para definir a precificação vai variar bastante, de acordo com a mercadoria que você vende, o público-alvo que está consumindo o seu produto, os preços e ações da concorrência.

O intuito é fazer você ter uma noção básica de como começar. Óbvio que existem muitos outros fatores para uma precificação exata, entre termos e cálculos que você precisa aprender, para o desenvolvimento do seu negócio. Te ajudaremos com isso nos próximos conteúdos!

4 – Monte sua estratégia de vendas

Ótimo, produtos nas mãos, e agora? Como vender para o meu público-alvo? Você precisa criar sua estratégia de vendas.

Você como revendedor (a) que está começando, não terá um ponto fixo. Por isso, o bag delivery (deixar os produtos com o cliente para que ele prove e faça suas escolhas) é um meio que você deve utilizar para fazer suas vendas.

Em tempos de pandemia, a primeira estratégia a ser reforçada para o seu público-alvo é a de higiene e cuidado com os produtos que você oferece. Deixe claro para os clientes, seja por mensagens, fotos, vídeos ou qualquer outro meio que lhe aproxime deles, que toda a manipulação dos produtos que você está entregando, teve os devidos cuidados  de higienização.

Outra estratégia super utilizada para vender mais, é ter a presença digital, ou seja, vender on-line. Crie canais de vendas on-line através dos quais você possa mostrar os seus produtos e interagir com os clientes. Ferramentas como as Instagram, Facebook e WhatsApp, podem ajudar bastante no faturamento mensal do seu negócio.

5 – Dê opções de pagamento para seus clientes

Disponibilize para seus clientes meios acessíveis de pagamento, que sejam seguros para os dois.

Uma boa solução para você revendedor(a) é receber o pagamento dos produtos e serviços através de links de pagamento que podem ser compartilhados pelo WhatsApp, redes sociais, e-mail ou SMS. Você pode também optar por uma maquininha de cartão para oferecer pagamento parcelado para seus clientes.

Mas, é importante estar atento às taxas cobradas pelos meios de pagamento. Sempre pesquise várias opções, além de optar pelo meio de pagamento que o seu cliente já esteja familiarizado.

Ahh, uma dica bem importante para manter a saúde financeira do seu negócio é: Não vender fiado (Existem outras alternativas que têm menos risco)! Pense e analise bem, antes de entregar seu produto para alguém que apenas faz promessas de pagamento.

Tente convencer o cliente a fazer o pagamento pelos tantos outros meios que você disponibilizou.

6 – Defina metas e objetivos

Defina metas com prazos e trabalhe para alcançá-las. Defina uma meta inicial de quanto você pretende faturar por mês.

Exemplo: Meta de R$ 3.000,00 / mês

Se a média de preço dos seus produtos for de R$ 50,00 você tem que vender 60 produtos no mês, o que daria em média 15 produtos por semana.

Nesse exemplo para atingir sua meta você deve fazer 5 vendas por semana e cada venda ter em média 3 produtos, totalizando 15 produtos por semana. Para aumentar a quantidade de produtos por venda você pode oferecer pagamento parcelado no cartão e montar combinações de looks completos.

7 – Seja persistente

Antes que você feche essa matéria preciso deixar claro que tempos ruins sempre existiram e sempre existirão, mas são onde as pessoas evoluem e conseguem ficar mais fortes.

Na jornada para começar um novo negócio existirão obstáculos, desafios e erros, mas com determinação e estudo constante você vai aprender com os erros e aperfeiçoar seu negócio. Quer aprofundar seus conhecimentos? Leia também as dicas do post sobre como planejar na crise?

Antes que você feche essa matéria preciso deixar claro que tempos ruins sempre existiram e sempre existirão, mas são onde as pessoas evoluem e conseguem alcançar mais resultados.

Na jornada para começar um novo negócio existirão obstáculos, desafios e erros, mas com determinação e estudo constante você vai aprender com os erros e aperfeiçoar seu negócio. Quer aprofundar seus conhecimentos? Leia também as dicas do post sobre como planejar na crise?

Leave a Reply